Aeroportuários fazem operação padrão em Cumbica

Em assembléia, funcionários decidem que não vão mais fazer horas extra e pedem mais contratações

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

31 de outubro de 2007 | 13h09

Os aeroportuários do Aeroporto Internacional de São Paulo (Cumbica), em Guarulhos, decidiram durante assembléia na manhã desta quarta-feira, 31, que a partir da meia-noite desta quarta os trabalhos seguiriam a operação padrão, não cumprindo horas extras.    Falta de funcionários atrasa embarque em Cumbica nesta 4ª Zuanazzi acusa Jobim de usar Anac como bode expiatórioZuanazzi anuncia demissão e critica JobimSaiba seus direitos e como reclamar no feriadão Especial sobre um ano de crise aérea Todas as notícias sobre a crise aérea   Segundo o diretor do Sindicato Nacional dos Aeroportuários, Francisco Lemos, o quadro de funcionários está deficitário em 300 trabalhadores e os servidores têm que fazer horas extras. A categoria aguarda agora um posicionamento da direção da Empresa Brasileira de infra-estrutura Aeroportuária (Infraero) para possivelmente pôr fim à operação padrão. "Enquanto não houver contratações para suprir a demanda, os funcionários trabalharão sem o acréscimo das horas extras", explica o diretor, o que poderá causar atrasos "principalmente nos horários de pico e durante o feriado", conclui. No fim da manhã desta quarta, a movimentação em Cumbica era normal, segundo informações do sindicato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.