Aeroportos têm 8,1% dos vôos atrasados

Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, acumulou a maior quantidade de atrasos do dia

18 de novembro de 2007 | 19h18

A Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) registrou 98 vôos com atrasos superiores a uma hora nos aeroportos brasileiros, 8,1% do total, e 57 cancelados (4,7%) neste domingo, 18. Os dados correspondem a 1.212 operações, programadas entre zero e 18 horas.   O Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, que funcionava sem restrições, acumulou a maior quantidade de atrasos do dia, segundo a estatal. Foram 15 em 182 vôos (8,2%), além de cinco vôos suspensos (2,7%). Já no Aeroporto de Congonhas, situado na zona sul da capital paulista, o número de cancelamentos era o mais desanimador: 14 em 138 vôos (10,1%). Outros cinco vôos partiram fora do horário previsto (3,6%).   O Aeroporto Antonio Carlos Jobim - Galeão, na Ilha do Governador, no Rio, teve 12 atrasos (10,8%) e 9 cancelamentos (8,1%) em 111 vôos. No Aeroporto Santos Dumont, também no Rio, nenhum dos 30 vôos sofreu atrasos. Houve somente três vôos suspensos (10%).   O cenário também era de aparente tranqüilidade no Aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília. De 74 vôos, 2 atrasaram (2,7%) e 1 foi cancelado (1,4%). No Aeroporto de Salvador, na Bahia, 11 dos 62 vôos programados atrasaram (17,7%) e 1 foi suspenso (1,6%).

Tudo o que sabemos sobre:
FeriadoCrise aérea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.