Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão

Aeroporto de Guarulhos ganha maior loja de free shop da marca Dufry do mundo

Número de caixas passou de 10 para 32 para tornar mais eficiente o fluxo de pessoas e permitir um maior volume de compras em tempo reduzido

Mônica Reolom, O Estado de S. Paulo

31 de outubro de 2013 | 17h57

O Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, acaba de ganhar a maior loja de free shop da marca Dufry do mundo. O ambiente, inaugurado nesta quinta-feira, 31, dobrou de tamanho após reforma e passou de 1.600 m² para 3.142 m². A área fica no desembarque internacional do Terminal 2.

"(O aeroporto de) Guarulhos é a nossa prioridade número 1 neste momento", afirmou o presidente da Dufry, Julían Díaz. "Estamos presentes em 160 aeroportos, mas 2014 é o ano de Guarulhos e o ano do Brasil", ressaltou ele, referindo-se à Copa do Mundo e ao fluxo de passageiros que o País deve receber. O Grupo Dufry atua em 47 países.

Apesar da ampliação, a loja não ganhou novas marcas, mas ampliou a gama de produtos oferecidos pelas já existentes, que contemplam roupas, perfumaria, eletrônicos, joias, chocolates e bebidas alcoólicas. A maior mudança é no número de caixas de pagamento, que passou de 10 para 32, para tornar mais eficiente o fluxo de pessoas - e permitir um maior volume de compras em menos tempo. Segundo Díaz, o produto mais procurado por brasileiros no desembarque é o uísque, e no desembarque são os itens de perfumaria e cosméticos.

"Estou achando tudo maravilhoso e até já identifiquei um perfume que quero comprar", comemorava a agente de viagens Gina Schlachter, de 50 anos, que voltava de Buenos Aires, na Argentina, para Fortaleza, no Ceará, depois de passar férias com o marido.

Dois argentinos que viajavam a negócio rumo a Assunção, no Paraguai, gostaram das mudanças visuais no Duty Free, mas reclamaram dos preços. "O tamanho é maior que os free shops de Buenos Aires e de Montevidéu, mas bem mais caros", disse o piloto Luis Espalla, de 53 anos.

Ampliação. O presidente do presidente do GRU Airport, Antonio Miguel Marques, disse que uma loja Dufry quatro vezes maior que essa deve ser instalada no embarque do Terminal 3 - que ainda sendo construído e tem previsão de entrega em maio do ano que vem. "Estamos investindo mais de US$ 30 milhões no novo terminal. Ainda tem muito valor que podemos gerar a partir das ampliações do aeroporto", salientou Díaz. Outros US$ 15 milhões foram direcionados aos Terminais 1 e 2.

O presidente do Dufry também citou um projeto de lei que visa a ampliar o limite para vendas isentas de tributos para quem entra no País - e que pode aumentar o potencial de compras dos passageiros que passam pelas áreas francas. Hoje estipulado em US$ 500, o valor isento de compra em free shop pode passar para US$ 1,2 mil por passageiro. A proposta, que foi aprovada pelo Senado em agosto, precisa ainda da aprovação final da Câmara de Deputados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.