Aeronave passou inclinada pela avenida, diz testemunha

Taxista que estava na Washington Luís afirma que estrondo no momento da colisão foi muito alto

Rodrigo Pereira, do Estadão,

17 de julho de 2007 | 21h01

O taxista Paulo Carol, de 43 anos, estava na Avenida Washington Luís quando o airbus da TAM atravessou a via e atingiu o prédio da companhia aérea. Ele levava dois passageiros para o Aeroporto de Congonhas quando o avião passou bem em frente ao veículo. Segundo ele, a aeronave estava inclinada, como se estivesse decolando, mas sem força para subir.   O avião também atingiu um poste de luz. De acordo com o taxista, o estrondo no momento da colisão foi tão alto que o fez bater a cabeça na direção do veículo. "Na hora pensei: morri. E lembrei da minha filha de 2 anos e 4 meses".   Paulo explicou que com a confusão, seu carro morreu, e que insistiu em tirá-lo da avenida pois ele é seu ganha-pão. Os passageiros do táxi, porém, o impediram e eles saíram correndo. "Nasci de novo", afirmou Paulo.

Mais conteúdo sobre:
vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.