Aeronáutica abre investigação sobre acidente da TAM

A Aeronáutica confirma que já se iniciaram as investigações sobre as causas do acidente com o avião A320 da TAM, no Aeroporto de Congonhas.  As apurações estão sendo conduzidas pelo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 4), informa a Agência Brasil. Somente após as investigações, segundo a assessoria da Aeronáutica, será possível identificar as causas do acidente.    A aeronave pousou na pista 35 de Congonhas, mas não parou. O avião atravessou os limites do aeroporto e cruzou a avenida Wahsington Luiz, batendo num depósito de carga, incendiando-se. Segundo a Aeronáutica, a pista 35 é a mesma onde, na segunda-feira, derrapou um avião que vinha de Araçatuba (SP). Essa pista tinha sido liberada pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) para pousos e decolagens no último dia 29 de junho.   O avião A320 da TAM que se incendiou é o vôo 3054, procedente de Porto Alegre, levando 170 passageiros, mais a tripulação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.