Advogado diz que teve prejuízos e vai à Justiça

Depois de percorrer a 22ª Delegacia (Penha) e o 16º Batalhão de Polícia Militar sem ser atendido, o advogado Felipe Fonseca da Silva, de 29 anos, prepara aquela que provavelmente será a primeira ação judicial contra a Marinha de Guerra, por conta da sua participação na ocupação da Vila Cruzeiro.

, O Estado de S.Paulo

27 de novembro de 2010 | 00h00

Vai cobrar na Justiça Federal - "mais rápida que a estadual" - o prejuízo causado por um dos blindados dos fuzileiros navais no seu Celta 2007 e no Monza 1989 do vizinho, o cobrador de ônibus Cristiano Manso da Silva.

O Celta, estacionado na garagem, teve sua traseira afundada quando o blindado, durante uma manobra subiu na calçada e invadiu a casa, derrubando o portão.

O Monza, estacionado com duas rodas na calçada, foi atropelado pelo blindado e ficou totalmente destruído. Silva foi aconselhado a ir no quartel dos Fuzileiros Navais, mas optou pela Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.