Advogado diz que líder da greve da PM de Salvador sofre ameaça na Papuda

O vereador de Salvador e ex-PM Marco Prisco (PSDB) continua internado no Hospital de Base de Brasília, sem previsão de alta. De acordo com boletim divulgado na tarde de ontem, ele tem quadro de saúde considerado estável, mas está sob efeito de medicamentos. Detido no Presídio da Papuda desde o dia 18, por ter liderado a greve da PM na Bahia em 2012, Prisco relatou ter sentido dores no peito e formigamento no braço esquerdo na noite de sábado. De acordo com o advogado do vereador, Leonardo Mascarenhas, ele sofre "grande pressão" no presídio. "Está em uma ala comum. Os outros presos sabem que ele era policial e ficam fazendo ameaças o tempo todo."

O Estado de S.Paulo

06 Maio 2014 | 02h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.