Advogada acelera o carro em assalto e é morta na zona sul de SP

Vítima chegava em casa de carro com uma amiga quando foi abordada pelos assaltantes; ninguém foi preso

Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

18 de junho de 2012 | 06h13

SÃO PAULO - Depois de se assustar com um assaltante que encostou em seu veículo, a advogada Renata Fabiana de Campos Moraes, de 38 anos, acelerou e foi baleada pelo criminoso, na Rua Vergueiro, altura do número 9113, no Ipiranga, zona sul de São Paulo. Socorrida no Hospital Ipiranga, na noite deste domingo, 17, ela morreu.

 

De acordo com a polícia, Renata chegava em casa em seu Fox preto, na companhia da amiga Carolina Martins Nascimento de Moraes, às 21h15, quando criminosos se aproximaram do carro. O homem que estava perto da porta de Renata anunciou o assalto. A advogada acelerou o veículo e foi atingida com um tiro na cabeça. O carro ainda percorreu alguns metros, até colidir com outros quatro automóveis estacionados na rua.

 

Levada para o Hospital Ipiranga, ela não resistiu ao ferimento e morreu. Carolina foi internada no mesmo hospital em estado de choque. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.