'Adoro o clima cosmopolita de São Paulo'

Na Metrópole

Flavia Guerra, O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2010 | 00h00

Ricardo Darín, ator argentino, protagonista de Abutres e O Filho da Noiva

Visitar São Paulo, ainda que rapidamente, e encontrar o público paulistano que lotou a Cinemateca Brasileira há uma semana para assistir a seu mais novo filme, Abutres, foi a tarefa do ator argentino Ricardo Darín, mundialmente famoso por papéis em filmes que levaram Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, como O Segredo de Seus Olhos.

Abutres, de Pablo Trapero, é o candidato da Argentina ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro 2011.

Impressões. "Estive aqui há 30 anos, a passeio. A cidade já era grande. Agora é imensa. Tive pouco tempo nesta segunda vez, em que vim só para o 6.º Festival Cinema e Direitos Humanos e para o debate de Abutres. Mas, mesmo em apenas três dias, sinto o mesmo clima cosmopolita."

O Melhor de São Paulo. "Esta mistura de gente, origens e referências é o que encanta na cidade. Sou descendente de libaneses e italianos e acho que essa mistura existe na Argentina também, mas aqui é muito mais plural. Esse mix de culturas é o melhor do Brasil."

Futuro. "Acho que o futuro das grandes cidades latino-americanas é afirmar autonomia e, ao mesmo tempo, fazer valer direitos humanos que por muito tempo deixamos de discutir a fundo, como saúde, transporte, educação. Vejo que esses são grandes desafios de São Paulo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.