Adolescentes envolvidos em rebelião na Vila Maria terão tempo de visita reduzido

Os adolescentes envolvidos na rebelião da Fundação Casa da Vila Maria, zona norte de São Paulo, serão punidos com a redução do horário de visitas. A Corregedoria da Fundação Casa já identificou 48 jovens, de um total de 56 internos, mas as investigações continuam. A entidade não informou qual será a nova duração das visitas, que hoje são de 4 horas.

, O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2011 | 00h00

Ontem, após quatro horas de negociação com a Polícia Militar e representantes da Corregedoria da Fundação Casa, 50 internos encerraram a rebelião que havia começado às 16 horas. No motim, 12 pessoas foram mantidas reféns, entre professores, monitores e adolescentes que se recusaram a rebelar-se. Três funcionários e oito meninos se feriram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.