J.B. Neto/AE
J.B. Neto/AE

Adolescente morre em troca de tiros com a polícia em SP

Rapaz estava sob perseguição após roubo de veículos; namorada de 15 anos grávida o acompanhava

Daniela do Canto, da Central de Notícias,

29 de outubro de 2009 | 08h13

Um adolescente de 16 anos suspeito de roubar dois veículos acompanhado pela namorada de 15, grávida de três meses, morreu em uma troca de tiros com policiais militares na noite desta quarta-feira, 28, na região do bairro da Saúde, zona sul de São Paulo. Pouco antes do tiroteio, ele tentou atropelar policiais das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) em um Fiat Punto. O jovem de 16 anos estava armado com uma pistola.40, de uso exclusivo da Polícia Militar.

 

Conforme a PM, em menos de uma hora o casal de menores roubou dois veículos e tentou roubar um terceiro. O primeiro roubo aconteceu na Rua dos Buritis, por volta das 21 horas. Lá, os adolescentes abordaram o motorista de um Peugeot 206, que, além do veículo, foi obrigado a entregar pertences pessoais.

 

Em seguida, os adolescentes roubaram o Fiat Punto de um homem na Rua Paracatu. Lá, eles abandonaram o Peugeot. Assim como a primeira vítima, o dono do Punto foi obrigado a entregar aos adolescentes diversos pertences. Ainda na Rua Paracatu, o casal de menores tentou roubar o Honda Fit de uma senhora que tem problemas nas pernas e usa muletas para andar. Ela não conseguiu descer do carro e foi agredida pelo adolescente com uma coronhada na cabeça.

 

A PM foi avisada sobre os crimes. Policiais da Rocam localizaram o Punto ocupado pelos suspeitos e deram início a uma perseguição. Enquanto fugiam pela Rua Professor Aprígio Gonzaga, os menores entraram na Rua Maria Farah Issa, que não tem saída. Acuado, o adolescente, que dirigia o veículo, deu marcha à ré no carro e atingiu pelo menos quatro motos da PM, que ficaram caídas no chão. Dois policiais se desequilibraram, caíram e sofreram escoriações. Eles foram encaminhados ao hospital Santa Marina, medicados e liberados.

 

Em seguida, teve início a troca de tiros. A adolescente grávida não se feriu. O suspeito de 16 anos foi atingido por seis disparos. Socorrido ao Pronto-Socorro Saboya, ele não resistiu aos ferimentos e morreu. A pistola usada pelo adolescente foi apreendida. O caso foi registrado no 35º Distrito Policial (Jabaquara), para onde foi levada a menor de 15 anos, que pode ser encaminhada à Fundação Casa (antiga Febem).

Tudo o que sabemos sobre:
violênciacrimeadolescenteSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.