Adolescente de 17 anos morre em brincadeira de roleta-russa

Reinaldo dos Santos, de 19 anos, atirou no rosto do jovem e foi preso em flagrante por homicídio doloso

José Maria Tomazela, de O Estado de S. Paulo,

08 de junho de 2008 | 14h51

O dançarino Reinaldo dos Santos, de 19 anos, atirou no rosto do adolescente R.J.L., de 17, no quintal de sua casa, no Jardim Ipiranga, zona oeste de Sorocaba, no final da tarde de sábado, 7. Ele alegou que os dois brincavam de roleta-russa e a arma disparou em sua vez de acionar o gatilho.  O adolescente morreu na hora. De acordo com Santos, os dois eram vizinhos e amigos de infância. A idéia da brincadeira teria partido do adolescente, que chegou à casa de Santos portando um revólver calibre 38. O dançarino disse que o rapaz tinha achado a arma numa pista de caminhada da região. R. teria colocado uma bala no tambor, apontado para a cabeça do amigo e acionado o gatilho. Depois foi a vez de Santos repetir o gesto. Eles se alternaram durante quatro rodadas, até que a arma disparou. O próprio dançarino chamou a Polícia Militar. Inicialmente, ele disse que alguém havia atirado no amigo do telhado de uma casa vizinha. Os policiais vasculharam a área e nada encontraram. Santos acabou confessando o crime e mostrou o local onde tinha escondido o revólver. Ele foi preso em flagrante por homicídio doloso - com intenção de matar - e pode ser condenado de 6 a 20 anos de prisão.

Tudo o que sabemos sobre:
roleta-russaacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.