Adolescente atingido em tiroteio no Ipiranga passa bem

Assalto à loja de som automotivo em SP começou por volta das 18h30 desta quarta; policiais e criminosos entraram em confronto, que deixou também 2 PMs baleados e um bandido morto

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

29 de julho de 2010 | 07h55

 

SÃO PAULO - O adolescente de 16 anos, atingido no peito por uma bala perdida durante um assalto na região do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, passa bem, segundo informações do Hospital São Camilo, para onde foi encaminhado. O jovem foi atingido no lado esquerdo do tórax e passou por uma cirurgia no fim da tarde de ontem, na Unidade Ipiranga do Hospital. Ele está consciente e permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e seu estado de saúde é estável.

 

A tentativa de assalto à loja de som automotivo Still Áudio Car, por volta das 18h30 de quarta-feira, 28, terminou com um saldo de um bandido morto e três pessoas baleadas, entre elas dois policiais militares e o adolescente. Ocupando três veículos, um Corsa preto, um Marea branco e um furgão escuro, os criminosos chegaram ao estabelecimento comercial, localizado na Rua Dois de Julho, e anunciaram o assalto.

 

Policiais militares da 2ª Companhia do 46º Batalhão, acionados por testemunhas, foram os primeiros a chegar. Um deles, soldado Reis, ao entrar e tentar se proteger atrás de uma pilastra, foi baleado na perna pelos bandidos, mas conseguiu deixar o local. Armados de pistolas e metralhadora, os criminosos abortaram o assalto e, ao saírem da loja, teve início outro tiroteio, inclusive com o soldado que ainda estava caído na calçada.

 

O cabo Tersário, das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), também foi atingido na perna. Os dois PMs foram encaminhados ao pronto-socorro municipal do Ipiranga e transferidos para o Hospital da Polícia Militar (HPM), na zona norte, mas passam bem.

 

Um helicóptero da PM deu apoio aos colegas em terra. Um dos assaltantes, identificado como José Ronaldo Freire Silva, de 26 anos, foi caçado pelos policiais ao tentar fugir por um dos imóveis vizinhos. Também baleado, o criminoso, que já tinha passagem pela polícia e portava uma pistola calibre 45, morreu quando era atendido no pronto-socorro do Ipiranga. Os demais assaltantes conseguiram escapar, mas abandonaram dois dos veículos durante a fuga.

 

Tudo o que sabemos sobre:
tiroteioIpirangaassalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.