Adestrador de cães foi morto na praça

Há 12 anos, o adestrador de cães Edson Neris da Silva, de 35 anos, foi espancado até a morte por um grupo de skinheads na Praça da República, mesmo endereço da agressão de ontem. Ele levou golpes de tacos de madeira, bastões de ferro e soco-inglês. A motivação também foi homofobia. Ao todo, 18 pessoas foram detidas pela polícia por suspeita de ligação com o crime. As penas variaram de 5 a 19 anos de prisão. / B.R.

O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2012 | 03h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.