Acusados são vistos como ''traidores'' de grupo político

Além de ter o futuro decidido no plenário, Antonio Goulart (PMDB), Netinho de Paula (PCdoB) e Ushitaro Kamia (DEM) possuem outra coisa em comum: os três apoiaram a candidatura de José Police Neto (sem partido) para a presidência da Câmara Municipal após deixarem a aliança com o "centrão" - grupo político liderado pelo ex-presidente Antonio Carlos Rodrigues (PR). Depois disso, o clima na Câmara vem deteriorando e o racha nunca esteve tão evidente - os três relatórios que acusam os vereadores de quebra de decoro foram feitos por integrantes do "centrão". Não falta na Câmara quem enxergue certo ar de vingança nos documentos, mas os relatores negam que exista influência política.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.