Acusados de matar a mando de ex-estagiária vão a júri

Éwerton Moura de Andrade e Edson Siqueira dos Santos serão julgados nesta quinta-feira, 13, no Fórum de Santos, litoral de São Paulo. A dupla é acusada de participar do assassinato de Mônica Tamer Cruz de Almeida, de 42 anos, a mando da ex-estagiária Carolina de Paula Faria dos Santos, de 24 anos. Carolina foi julgada no último dia 29 de agosto e acabou sendo condenada a 30 anos e quatro meses de prisão. O julgamento durou 16 horas. Os dois acusados foram contratados junto com Aislan Dionísio de Nascimento pelo primo de Carolina, Rodolfo Queiróz dos Santos. Nascimento deverá ser julgado no próximo dia 29 de novembro. Eles receberiam R$ 3 mil para matar duas colegas de Carolina. Mônica foi morta a tiros quando saía de casa para trabalhar. Na investigação, a polícia descobriu que Carolina matou Mônica para que fosse aberta uma vaga na empresa Petrocoque, em Cubatão, e ela fosse contratada.O objetivo não era apenas conseguir um emprego. A acusada queria continuar na empresa para ficar perto de um ex-chefe, que havia sido seu amante. No mesmo ano, Carolina teria tentado matar outras duas pessoas - a mulher do ex-chefe e uma outra mulher que trabalhava na mesma empresa. Ela ainda voltará ao banco dos réus para ser julgada pelas tentativas de homicídio.

PAULO R. ZULINO, Agencia Estado

13 de setembro de 2007 | 11h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.