Acusado tem dados pessoais hackeados

Um grupo de hackers conseguiu acessar dados pessoais de um dos guardas-civis envolvidos no confronto com skatistas e publicou o conteúdo na internet. Informações como CPF, idade, endereço, números de celular e nome da mãe foram divulgadas. O grupo ainda elencou "justificativas" para a exposição - entre elas, o artigo 5º da Constituição Federal, que trata do direito de ir e vir e, segundo eles, foi violado pelo guarda. / DENIZE GUEDES

O Estado de S.Paulo

08 Janeiro 2013 | 02h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.