Acusado de molestar estudante no metrô é solto e perde o cargo de corregedor

O advogado Walter Dias Cordeiro Júnior, de 46 anos - que atuava na Corregedoria-Geral da Administração do Estado -, acusado de molestar uma estudante de 21 anos dentro de um vagão do metrô, na última sexta-feira, foi solto ontem da carceragem do 31.º Distrito Policial, na Vila Carrão, zona leste.

O Estado de S.Paulo

19 Outubro 2011 | 03h04

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), ele pagou fiança, mas o valor não foi revelado porque o caso corre em segredo de Justiça.

Cordeiro foi desligado da função de corregedor, cargo que ocupava desde fevereiro de 2002, segundo a Corregedoria-Geral da Administração, órgão vinculado à Casa Civil do governo de São Paulo.

De acordo com a Corregedoria, Cordeiro é oficial administrativo do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) desde 24 de janeiro de 1987, onde ingressou por meio de concurso público.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.