Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Acusado de matar jovem no McDonald's é condenado a 14 anos

Fernando de Araújo Lopes da Silva recebeu pena de 14 anos de prisão por participação na morte de estudante após discussão

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

23 Abril 2015 | 11h20

SÃO PAULO - Acusado de matar um estudante no estacionamento de uma unidade do McDonald's na zona oeste de São Paulo, Fernando de Araújo Lopes da Silva foi condenado a 14 anos de prisão pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). A decisão é do 5º Tribunal do Júri da capital.

O crime aconteceu no dia 7 de junho de 2013 em uma lanchonete localizada na esquina das Avenidas Henrique Schaumann e Rebouças, na região de Pinheiros.

O estudante Diego Ribeiro Cassas, de 18 anos, havia se envolvido em uma briga com dois homens, na frente da casa noturna Via Marquês, na Barra Funda, também na zona oeste. Ele e três amigos deixaram o local, mas foram seguidos pelos suspeitos - um deles era Silva.

Pouco antes das 6h30, o jovem estacionou o carro no McDonald's. Duas pessoas se aproximaram dele. Após uma breve discussão, um homem sacou a arma e atirou quatro vezes: uma na cabeça e três nas costas. O atirador continua foragido.

"O Conselho de Sentença (...) afirmou a autoria e a materialidade do imputado ao acusado, reconhecendo também as qualificadoras irrogadas", afirmou o juiz Adilson Paukoski Simon, na sentença.

Mais conteúdo sobre:
Violência São Paulo Pinheiros McDonald's

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.