Acusado de matar estudante na Rádio USP é condenado

Fábio Le Senechal Nanni foi condenado a 18 anos de prisão, por homicídio duplamente qualificado

Fábio Michel, da Central de Notícias,

25 Junho 2009 | 22h49

O ex-estudante Fábio Le Senechal Nanni foi condenado a 18 anos de prisão em regime fechado, por ter matado o estudante de comunicação, Rafael Azevedo Fortes Alves, em outubro de 2005, dentro dos estúdios da Rádio USP. Alves, que estagiava na rádio, morreu após levar uma facada no peito.

 

O julgamento terminou às 21 horas desta quinta-feira, 25 e durou cerca de 11 horas. Em sua sentença, o juiz Cassiano Ricardo Zorzi Rocha, do 5º Tribunal do Júri de São Paulo, classificou o crime de Nanni como de homicídio duplamente qualificado - por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Mais conteúdo sobre:
Rádio USP homicídio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.