Acusado de matar designer com taco em livraria vai para hospital psiquiátrico

Alessandre Aleixo está preso desde o ataque contra o jovem e foi transferido por ordem judicial

Pedro da Rocha, Central de Notícias

08 de novembro de 2010 | 19h12

SÃO PAULO - O professor Alessandre Fernando Aleixo, que matou o designer Henrique de Carvalho Pereira, em dezembro do ano passado, foi transferidos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros para o Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico (HCTP), de Taubaté. A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que ele deu entrada no hospital psiquiátrico por volta das 14h desta segunda-feira, 8.

 

No dia 21 de dezembro do ano passado, Alessandre agrediu o Henrique com um taco de beisebol na Livraria Cultura, no bairro Jardins, zona sul da capital paulista. A vítima faleceu após passar cerca de dez meses hospitalizada.

 

A 1ª Vara do Júri de São Paulo havia determinado que o detento fosse transferido para um manicômio judiciário. De acordo com o despacho da juíza, "o caso recomenda especial cautela e atenção, especialmente a partir do que consta de relatório psiquiátrico dando conta de que o réu apresenta alta periculosidade para terceiros, sendo portador de esquizofrenia paranoide, e teria interrompido voluntariamente o uso da medicação psicoativa na unidade em que se encontra recolhido".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.