Acusado de matar copeiro em assalto a Mansur está foragido

Três pessoas são acusadas pelo roubo; um foi preso no sábado e um segundo se entregou à polícia

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

10 de dezembro de 2007 | 10h38

Um dos três acusados de matar o copeiro da mansão do ex-dono do Mappin Ricardo Mansur, roubada na madrugada do sábado, 8, continua foragido. Elson Almeida da Silva, de 46 anos, foi morto durante o assalto à mansão, que fica no Morumbi, na zona sul da capital paulista. Valdevino Montes, um dos três acusados, não havia sido localizado até a manhã desta segunda-feira, 10. A polícia prendeu dois dos três irmãos acusados pelo assalto. Valdeci Montes, de 49 anos, foi preso na casa dos pais, em Alto de Perus, na zona norte de São Paulo. Ele foi detido no sábado e seu irmão, Valmir Santos, de 32 anos, se entregou à polícia no domingo, 9.  O imóvel foi invadido por volta da 0h15 do sábado. Os ladrões reviraram toda a casa e só teriam levado dois dos três carros que estavam na garagem, um GM Blazer Advantage preta e um Toyota Camry; os carros foram encontrados na Casa Verde, na zona norte da capital.

Tudo o que sabemos sobre:
roubomansãoMorumbiRicardo Mansur

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.