Acusada de agressão, babá se entrega e diz que fazia carinho nas crianças

Pais desconfiaram e instalaram câmera de segurança, que gravou ela dando tapas e empurrões

Priscila Trindade, estadão.com.br

13 de junho de 2011 | 12h32

SÃO PAULO - A babá de 57 anos suspeita de agredir duas crianças em Andradina, no interior de São Paulo, se entregou na última sexta-feira, na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). Em depoimento, ela disse que fazia carinho nas crianças e negou qualquer tipo de violência.

Os pais dos menores, um bebê de sete meses e uma criança de dois anos, portadora de necessidades especiais, descobriram o problema após instalarem câmeras de vigilância na residência.

 

As imagens mostram o momento em que a babá obriga o bebê a comer. As agressões também incluem puxões de cabelo, tapas e empurrões. Depois de assistir aos vídeos, os pais demitiram a babá e registraram um boletim de ocorrência na delegacia da cidade.

A mulher vai responder por crime de tortura. Segundo a delegada Milena Davoli Nabas de Melo, após se entregar, ela foi levada para a cadeia de Ilha Solteira, também no interior paulista.

Tudo o que sabemos sobre:
babácriançasagressõesprisãoSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.