Acordo com Ministério Público libera festas em repúblicas de Ouro Preto

As tradicionais repúblicas estudantis da histórica Ouro Preto, em Minas Gerais, poderão novamente promover festas e hospedar convidados no próximo carnaval.

, O Estado de S.Paulo

25 Janeiro 2011 | 00h00

Instaladas em prédios tombados pelo patrimônio histórico, as repúblicas que pertencem à Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) entraram na mira dos Ministérios Públicos Estadual (MPE) e Federal (MPF) e no ano passado desistiram de festejar o carnaval.

Após um ano de negociações, a Ufop autorizou as repúblicas a fazer os festejos em suas dependências. Para isso, porém, os estudantes terão de seguir regras rígidas, principalmente em relação à questão financeira e à prestação de contas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.