Acidentes matam 13 em rodovias do interior de SP

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, a primeira colisão aconteceu por volta da 1h30, no quilômetro 160 da pista sentido capital da Castello Branco, no município de Porangaba, região de Tatuí. Uma van da prefeitura de Araçatuba, que levava pacientes e acompanhantes para tratamento em Sorocaba e São Paulo, bateu na traseira de um caminhão que transportava açúcar. Sete pessoas morreram na hora e outras oito foram encaminhadas em estado grave para hospitais de Tatuí e Cesário Lange, onde mais duas vítimas morreram.

Bruno Lupion, estadão.com.br

23 Setembro 2010 | 07h31

 

O outro acidente aconteceu por volta das 4 horas, no quilômetro 131 da Rodovia Raposo Tavares, no município de Capela do Alto, próximo a Sorocaba. De acordo com a polícia, a suspeita é que a caminhonete tentou fazer uma ultrapassagem indevida, invadiu a pista contrária, bateu em um micro-ônibus que prestava serviços para a prefeitura de Capão Bonito, capotou e caiu em uma ribanceira. Em seguida, um caminhão e um carro não conseguiram desviar e se envolveram no acidente.

 

Os quatro ocupantes da caminhonete morreram na hora. Uma passageira do micro-ônibus também morreu. Outras quinze pessoas foram levadas ao Hospital Regional de Sorocaba e ao Hospital de Itapetininga, algumas em estado grave. Segundo a Secretaria estadual da Saúde, duas das vítimas passam por cirurgia no Hospital Regional de Sorocaba e duas já receberam alta. Entre os internados estão Nilson de Almeida, Sara Amaral da Silva, Roberto do Espírito Santo Monteiro, Maria José da Costa e Felipe Caian Almeida, de 7 anos, que está em estado grave.

 

Já o Hospital Regional de Itapetininga atende outros sete feridos. Todos tiveram lesões leves. Desse total, quatro permanecem em observação, entre eles uma menina de 16 anos. Nos dois acidentes, os veículos foram rapidamente retirados da pista e não houve lentidão, inclusive porque o horário dos acidentes é de pouco movimento nas duas estradas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.