DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

Acidentes complicam saída do paulistano para feriado

Tombamento de caminhões interditou pistas na Dutra e na Régis; motoristas também enfrentam lentidão no acesso às praias

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

19 Novembro 2015 | 19h18

SOROCABA - Duas rodovias federais que ligam São Paulo a outras capitais tinham pistas interditadas por acidentes na tarde desta quinta-feira, 19, na saída do paulistano para o feriado prolongado da Consciência Negra. Na Presidente Dutra, um caminhão tombou e interditou completamente a pista sentido São Paulo, no km 102, em Pindamonhangaba. A carga ficou espalhada no asfalto. Às 18 horas, havia oito quilômetros de trânsito parado no local. O acidente afetou também a pista sentido Rio de Janeiro, causando lentidão de dois quilômetros.

Na Régis Bittencourt, ligação da capital paulista com Curitiba, um caminhão carregado com madeira tombou e interditou a pista sentido São Paulo, no início da tarde. O acidente aconteceu no km 357,5 na Serra do Cafezal, em Miracatu. O motorista teve ferimentos leves. 

A carga ficou espalhada na estrada e bloqueou parcialmente a pista sentido Curitiba. As pistas estavam liberadas, mas no fim da tarde ainda havia oito quilômetros de congestionamento no local.

 

Os motoristas enfrentavam lentidão e paradas também no acesso às praias. No Sistema Anchieta-Imigrantes, com a operação descida em vigor desde o início da tarde, havia longas filas de veículos parados no final da serra e na chegada a Santos. 

Pelo menos seis quilômetros de congestionamento esperavam quem seguia para Praia Grande pela Padre Manoel da Nóbrega. A situação não era melhor na Rio-Santos. Em muitos trechos, entre Bertioga e São Sebastião, os veículos trafegavam a 40 km por hora.

A rodovia Ayrton Senna, com uma faixa interditada para obras, tinha trânsito lento com paradas do km 14 ao 18, próximo de Guarulhos.Em direção ao interior, às 18 horas, a Castelo Branco estava parada do km 18 ao km 24, em Barueri. A Bandeirantes tinha 16 km de congestionamento na região de Jundiaí e a Anhanguera, na mesma região, outros 11 quilômetros.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.