WERTHER SANTANA/ESTADÃO
WERTHER SANTANA/ESTADÃO

Acidentes com vítima sobem 56% nas Marginais

Dados são da Polícia Militar, que prepara operação para tentar reduzir número de acidentes

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

27 Abril 2017 | 16h56

SÃO PAULO - A Polícia Militar atendeu 367 ocorrências de acidente de trânsito com vítimas nas Marginais do Tietê e do Pinheiros no primeiro trimestre deste ano, segundo dados da PM divulgados nesta quinta-feira, 27. O número representa aumento de 56% ante o total de ocorrências atendidas nos três primeiros meses de 2016, 234 casos (133 a mais) .

Os limites de velocidade nas Marginais foram alterados em 25 de janeiro deste ano, em cumprimento a uma promessa de campanha do prefeito João Doria (PSDB). Nas pistas expressas, os limites foram aumentados de 70 km/h para 90 km/h. Nas pistas centrais, de 60 km/h para 70 km/h. Jás nas pistas locais, de 50 km/h para 60 km/h.

Para reduzir esses índices, a PM prepara uma operação especial de blitz da lei seca, as chamadas Operações Direção Segura, nas vias expressas a partir desta quinta. "A Operação Direção Segura, popularmente conhecida como Blitz da Lei Seca, faz parte de um conjunto de ações que estão sendo desenvolvidas pelo Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) durante a semana", informa a corporação, em nota. O CPtran faz aniversário nesta semana. 

A operação "terá o objetivo de intensificar as ações de polícia ostensiva na maior e mais movimentada via urbana do País, fiscalizando os condutores suspeitos de estarem dirigindo sob efeito de álcool, a fim de garantir o cumprimento das normas relativas à segurança, previstas no Código de Trânsito Brasileiro, evitando acidentes e preservando vidas no trânsito", dia a PM.

Serão 83 policiais envolvidos das blitze, que começam a partir das 23 horas. Os PMs serão distribuídos por 11 pontos de fiscalização. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.