Acidentes com caminhões prejudicam o trânsito de SP

Apesar de registrar congestionamento, a CET afirma que está na média para o horário

Paulo R. Zulino, estadao.com.br

06 de maio de 2008 | 08h27

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registra uma manhã desta terça-feira, 6, com trânsito dentro da média para o horário, em São Paulo. Às 7h50, a cidade tinha 73 quilômetros de congestionamento e nenhuma ocorrência com vítimas. Às 8 horas, o índice subia para 75 quilômetros, mas também dentro do esperado para o horário.Acompanhe a situação do trânsito rua-a-rua     Às 7h30, um caminhão que teria perdido o freio acabou colhendo outros quatro carros, na Rua Itápolis, próximo à Praça Charles Miller, no Pacaembu, zona oeste paulistana. Apesar do susto, ninguém ficou ferido, mas duas faixas de rolamento ficaram interditadas. Antes, por volta das 7 horas, outro caminhão teria ficado sem uma das rodas dianteiras e acabou quebrando, na Avenida do Estado, nas proximidades da Rua Wandenkolk, na via expressa. A faixa direita teve de ser bloqueada.  Os piores trechos  Avenida dos Bandeirantes, sentido Rodovia dos Imigrantes/Marginal Pinheiros, desde o Viaduto Aliomar Baleeiro até o Viaduto Santo Amaro, com 5,2 quilômetros de lentidão.Marginal Tietê, sentido Penha/Lapa, via expressa, entre o Viaduto Milton Tavares de Sousa e a Ponte Jânio Quadros, num total de 4,2 quilômetros de congestionamento.Avenida Radial Leste, sentido bairro/centro, desde a Estação Belém do Metrô até a Rua Wandenkolk, com quatro quilômetros de lentidão.Marginal Pinheiros, sentido Santo Amaro/Jaguaré, pista local e via expressa, desde a Ponte João Dias até a Rua Américo Brasiliense, com 2,8 quilômetros de morosidade.Avenida do Estado, sentido Ipiranga/Santana, entre o Viaduto 31 de Março e a Rua João Teodoro, com dois quilômetros de tráfego ruim.Avenida Luís Inácio de Anhaia Melo, sentido bairro-centro, desde a Rua Itamambuca até o Viaduto Grande São Paulo, com 1,5 quilômetro de trânsito pesado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.