Acidentes caem, mas mortos sobem 7% nas estradas paulistas durante o feriado

Entre sexta-feira e domingo foram registrados 1.290 acidentes, com 813 feridos e 46 vítimas fatais

10 de setembro de 2012 | 12h26

SÃO PAULO - O número de acidentes nas estradas estaduais de São Paulo no feriado de 7 de Setembro caiu 15,02% em relação ao mesmo feriado de 2010, mas a quantidade de mortos e feridos aumentou, segundo balanço da Polícia Rodoviária Estadual. Foram 1.290 acidentes, 813 feridos e 46 vítimas fatais entre a zero hora de sexta-feira e a meia-noite de domingo. A quantidade de feridos e de mortos, respectivamente, é 8,7% e 7% maior que em 2010. O ano é usado como referência por ter sido o último em que houve feriado prolongado de 7 de Setembro - em 2011, a data caiu em uma quarta-feira.

De acordo a polícia, 36 acidentes foram responsáveis por todas as vítimas fatais, 25 dos quais à noite. Colisões frontais e outros tipos de choque foram responsáveis por 52% dos mortos e sete vítimas morreram em atropelamentos - seis delas próximas a passarelas.

Fiscalização. Segundo a polícia, 35.332 veículos foram vistoriados durante o feriado e 20.647 autuações por infração de trânsito foram lavradas. Um total de 1.529 veículos e 159 carteiras de habilitação foram apreendidos. Foram registrados também 351 autuações por embriaguez ao volante, número 716% maior que o de 2010 e 47 prisões em flagrante por crime de embriaguez - quando a dosagem de álcool no sangue é igual ou superior a seis decigramas por litro.

Outras 60 pessoas foram presas por crimes diversos e de seis procurados pela Justiça acabaram sendo recapturados. Nove veículos roubados, duas armas de fogo e 16,5 kg de drogas foram apreendidos.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.