Acidente mata diretor e deixa diplomata ferido

Um diretor de prisão morreu em um acidente com um carro dirigido pelo ex-ministro e diplomata Sérgio Silva do Amaral anteontem à noite na BR-414, em Goiás. O diplomata ia de Brasília para Pirenópolis, onde tem uma casa. Seu carro bateu na moto do diretor do presídio de Formosa, Ari Rodrigues da Silva, de 43 anos, que morreu. Amaral sofreu ferimentos leves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.