Acidente fecha duas faixas da Marginal por 9h

A Polícia Técnico-Científica demorou nove horas para chegar até o local de um acidente, na manhã de ontem, na Marginal do Tietê, deixando duas faixas da via interditadas. O trânsito, que já tinha congestionamento acima da média, ficou ainda mais complicado. A cidade teve na manhã de ontem 122,4 km de lentidão, contra a média de 114 km.

CAMILA BRUNELLI , O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2012 | 03h04

Por volta das 5h30, um caminhão e um carro bateram na pista expressa no sentido Ayrton Senna, perto da Ponte Julio de Mesquita Neto. As duas faixas foram interditadas às 5h36. Os peritos, no entanto, só chegaram ao local às 14h45, mais de nove horas depois.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que ainda apurava o que havia ocorrido e que divulgaria nota, mas até as 20 horas de ontem, o órgão não havia se manifestado.

Em janeiro, a perícia demorou 5 horas e meia para chegar ao local do incêndio do barracão da escola de samba Mocidade Alegre sob o Viaduto Pompeia. Na época, o Estado já havia revelado que a falta de peritos prejudica o trânsito da capital, já que eles são responsáveis por liberar vias após acidentes.

Na época, o Sindicato dos Peritos Criminais do Estado de São Paulo (Sinpcresp) informou que há 1.170 agentes em todo o Estado, mesmo número desde 1992. Já a frota de veículos na cidade cresceu 20% nos últimos três anos, e hoje passa de 7,1 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.