Acidente em tanque com resíduos químicos mata 4 na Zona Sul

Funcionários limpavam local e acabaram inalando gases tóxicos

Pedro Rocha, Estadão.com.br

16 Janeiro 2011 | 08h42

PAULO - Quatro pessoas morreram durante a limpeza de um tanque contendo resíduos químicos, em uma empresa de niquelação e cromeação, no Jardim Santo Amaro, na zona sul da Capital. Outras três pessoas ficaram intoxicadas no acidente ocorrido neste sábado, 15, e foram levadas a hospitais da região, onde permanecem internadas

 

Policiais militares que patrulhavam a área do Jardim Santo Amaro foram acionadas pelo Centro de Operações da PM (Copom) para atender uma ocorrência de acidente de trabalho em uma empresa da rua José Barros Magaldi. No local encontraram um funcionário morto e outros quatro intoxicados pela provável inalação de ácido sulfúrico e muriático, utilizado na limpeza periódica de retirada de resíduos químicos de tanques de niquelação e cromeação.

 

O Corpo de Bombeiros foi acionado e encontrou mais dois corpos no tanque. Uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada para auxiliar no socorro. Uma das vítimas de intoxicação, Gilmar Alves da Silva, morreu logo após receber os primeiros socorros.

 

De acordo com testemunhas, uma pessoa fazia a limpeza e desmaiou ao inalar os produtos, caindo no tanque. Outras duas pessoas tentaram socorrê-la e também caíram, morrendo em seguida. De acordo com o representante da empresa, todas as vítimas utilizavam os equipamentos de proteção, como máscaras, luvas, botas e aventais, conforme recomendação da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). No acidente, além de Silva, morreram Geraldino Oliveira Souza, de 40 anos, José Vicente de Carvalho, de 53 anos, e Claudevan Santana Cruz, de 25 anos.

 

As vítimas de intoxicação foram socorridas ao Hospital Campo Limpo, Pronto Socorro M.Boi Mirim e Pronto Socorro São Paulo. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.