Reprodução
Reprodução

Acidente de domingo foi 2º fatal em parque

Em 2006, um menino de 14 anos morreu ao cair de um brinquedo; a polícia vai indiciar os donos por homicídio doloso

Tiago Rogero / RIO, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2011 | 00h00

O acidente que provocou a morte de Alessandra Aguilar, de 17 anos, atingida por um carrinho que se soltou do brinquedo Tufão na madrugada de domingo, em Vargem Grande, zona oeste do Rio, não foi o primeiro do parque de diversões itinerante Glória Center. Em 2006, Róbson da Costa, de 14 anos, morreu após cair de um brinquedo. Em 2008, acidente deixou dois feridos.

Segundo a delegada Adriana Belém, titular da 42.ª DP (Recreio), as informações foram omitidas pela dona do parque durante depoimento no domingo. Adriana chegou aos inquéritos após consultar se havia processos criminais envolvendo o Glória Center. Após abrir inquérito por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, a delegada disse ontem que vai indiciar os donos do parque por homicídio doloso. "Ter omitido as informações agrava a situação dos donos", afirmou.

A decisão veio após uma nova vistoria no local do acidente, ontem. O parque, segundo Adriana, está em péssimas condições de funcionamento - da instalação elétrica ao estado dos brinquedos. "Não descarto indiciar também outras pessoas", disse. O parque não tinha alvará da prefeitura para funcionar, mas possuía laudo do Corpo de Bombeiros para festa com lotação de 200 pessoas. No entanto, segundo testemunhas, entre 1,5 mil e 2 mil estavam no local no momento do acidente, que deixou também oito feridos.

O Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) do Rio abriu inquérito. O engenheiro mecânico contratado pelo parque para emitir os laudos técnicos, Luis Soares Santiago, foi convocado para prestar esclarecimentos hoje.

Vítimas. O corpo de Alessandra foi enterrado ontem no Cemitério de Inhaúma, na zona norte do Rio.

Até ontem, três feridos permaneciam internados, dois em estado gravíssimo.

Veja também:

linkBrinquedo de parque voa, mata jovem e fere 8

link Delegada acompanha nova perícia em brinquedo no Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.