Acidente da TAM pode ser o maior da aviação brasileira

Tragédia supera incidente do ano passado, quando Boeing da Gol caiu no Mato Grosso matando 154 pessoas

Reuters,

17 de julho de 2007 | 22h20

O acidente com um avião da TAM no aeroporto de Congonhas nesta terça-feira, 17, pode ser o pior da aviação brasileira, superando a tragédia de setembro do ano passado, quando um Boeing da Gol caiu no Mato Grosso após chocar-se com um jato Legacy, matando 154 pessoas.   O Airbus 320, que colidiu no fim da tarde contra um prédio da empresa depois de derrapar na pista e atravessar a avenida Washington Luiz, transportava 176 pessoas, entre passageiros e tripulantes, segundo a TAM. Com a morte já confirmada de um funcionário do prédio da TAM Express, esse número pode chegar a 177.   Havia ainda outros feridos graves no prédio da TAM Express, que foram direcionados para hospitais da região.   Até o momento, não há informações oficiais sobre as vítimas do acidente.   Este é o segundo acidente de grandes proporções na história da companhia aérea, novamente em área urbana. Em 31 de outubro de 1996, um Fokker 100 da empresa caiu 25 segundo depois de ter decolado no Aeroporto de Congonhas - cenário mais uma vez de uma tragédia.   Naquela ocasião, noventa e nove pessoas morreram. O vôo 402 saiu do terminal aeroportuário, em São Paulo, com destino ao Rio de Janeiro, às 8h26. Foram apenas 25 segundos da decolagem à explosão, dois quilômetros adiante. O avião se chocou sobre diversas casas no Jabaquara, zona sul paulistana. Além dos 96 ocupantes da aeronave, outras três pessoas em solo foram atingidas e morreram carbonizadas.   Veja abaixo uma relação com os piores acidentes aéreos da história da aviação brasileira:   Setembro de 2006 - um Boeing da Gol se choca com um jato Legacy e cai no Estado de Mato Grosso, resultando na morte de 154 pessoas.   Maio de 2004 - um EMB 125, da Rico Líneas Aéreas, caiu em uma área de selva a 40 quilômetros de Manaus e causou a morte de seus 33 ocupantes.   Setembro de 2001 - a despressurização da cabine de um avião da TAM, que fez um pouso forçado no aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, causa a morte de uma passageira.   Outubro de 1996 - aeronave Fokker 100 da TAM cai no bairro do Jabaquara, perto do aeroporto de Congonhas, e mata 99 pessoas.   Fevereiro de 1990 - um Fokker-27 da TAM que fazia a rota São Paulo-Araçatuba cai em Bauru, causando a morte de três pessoas.   Setembro de 1989 - um Boeing 737-200 da Varig fez uma aterrissagem forçada em uma zona da selva do Mato Grosso por um erro na rota de vôo, matando 14 pessoas.   Junho de 1984 - um avião Bandeirante da TAM cai em Macaé, no Estado do Rio, causando a morte de 18 pessoas.   Junho de 1982 - um Boeing da Vasp bate contra uma colina quando tentava pousar em Fortaleza, matando 137 pessoas.   Abril de 1980 - um Boeing 727 da Transbrasil se choca contra uma colina nas proximidades de Florianópolis e 54 pessoas morrem.   Julho de 1973 - avião Boeing da Varig cai na região do aeroporto francês de Orly e causa 123 mortes.      (Coloborou Pedro Henrique França, da Agência Estado)

Mais conteúdo sobre:
Vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.