Acidente com caminhão piora congestionamento em São Paulo

Às 9h30, a capital registrou o congestionamento recorde para o período: 155 quilômetros de morosidade

Solange Spigliatti, estadao.com.br

04 de março de 2008 | 14h29

O trânsito ficou ainda pior depois das 14h30 desta terça-feira, 4, na Marginal do Tietê, sentido Castelo Branco, por conta de um acidente envolvendo carga. Ninguém ficou ferido. Às 9h30, a capital registrou o congestionamento recorde para o período, quando atingiu a marca de 155 quilômetros de morosidade. Veja também:   Veja os pontos de lentidão em São PauloApagão elétrico atinge 690 mil casas em São Paulo De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), 15 placas de granito caíram de um caminhão, na pista local da via, próximo á ponte dos Remédios, causando um engarrafamento de 15 quilômetros. Outro ponto de lentidão no mesmo sentido estava entre as pontes Vila Guilherme e Casa Verde, com cerca de cinco quilômetro. Segundo a CET, o trânsito está carregado desde as 9h30, quando uma colisão entre três caminhões e um automóvel, próximo a ponte da Casa Verde, causou a interdição de três faixas de rolamento da via, para que o helicóptero Águia pousasse para prestar socorro a uma das vítimas. As faixas foram liberadas por volta do meio-dia, mas a lentidão persistia, também no outro sentido da Marginal. A pista expressa sentido Ayrton Senna, estava com trânsito parado em 11 quilômetros, no trecho entre a ponte Castelo Branco e rua Brazeliza Alves de Carvalho. A pista local do mesmo sentido apresentava lentidão de quase 10 quilômetros, entre a Castelo Branco até a Rua José Fomes Falcão. No outro sentido, indo em direção à rodovia Castelo Branco, o trânsito estava parado nas pistas expressa e local, entre as pontes da Vila Guilherme e da Casa Verde. Já no sentido Ayrton Senna, o motorista enfrentava morosidade de quase oito quilômetros na pista expressa, entre as pontes Julio de Mesquita Neto e Castelo Branco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.