Acidente com caminhão cheio de maconha deixa 15 mortos

Veículo se chocou contra van em Guarapuava (PR) e acabou saqueado pelos índios; duas vítimas seguem em estado grave

JULIO CESAR LIMA , ESPECIAL PARA O ESTADO , CURITIBA, O Estado de S.Paulo

13 de junho de 2012 | 03h01

Um caminhão que carregava cerca de 300 quilos de maconha e produtos contrabandeados bateu em uma van e causou 15 mortes, na madrugada de ontem, no interior do Paraná. A colisão foi no km 482 da BR-277, na região de Nova Laranjeiras, a 380 quilômetros de Curitiba. Só dois ocupantes dos veículos sobreviveram e seguem internados em estado grave em Guarapuava, a 250 km da capital paranaense.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o caminhão com placas de São Paulo seguia no sentido de Foz de Iguaçu para Curitiba, oficialmente levando só madeira. Por motivo ainda desconhecido, invadiu a pista contrária, atingindo a van da empresa SVR, do município de Castro.

Sergio da Rosa, que dirigia a van, morreu na hora. O motorista do caminhão, José Antônio Timóteo da Silva, morreu a caminho do hospital. Por causa do acidente, a pista foi interditada por cerca de oito horas.

Saque. Logo após o acidente, policiais descobriram que o caminhão não transportava apenas madeira, mas também maconha e produtos contrabandeados. Parte das toras e dos objetos foram saqueados por índios que vivem na aldeia Rio das Cobras, na região de Guaraniaçú. Já a droga foi apreendida pela polícia. No meio da tarde, representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai) se reuniram com os chefes indígenas e convenceram a aldeia a devolver grande parte da mercadoria saqueada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.