FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

Acesso ao litoral norte de SP pode ser liberado na saída para o carnaval

Rodovia SP-55 está interditada em São Sebastião; tráfego será mais intenso entre as 14h e 22h de sexta e das 8 às 16 horas de sábado

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

11 Fevereiro 2015 | 18h23

SOROCABA - A rodovia SP-55, principal acesso às praias do litoral norte do Estado de São Paulo, interditada parcialmente no km 147, em São Sebastião, pode ser liberada para o tráfego durante o carnaval. A rodovia tem metade da pista em obras desde que o asfalto cedeu durante um temporal, em 23 de dezembro passado. No trecho, entre as praias Toque-Toque Grande e Toque-Toque Pequeno, passa um veículo por vez no sistema pare-siga.

De acordo com a Secretaria de Transportes e Logística, as bases de sustentação da pista foram recuperadas e veículos de carga com até 23 toneladas voltaram a trafegar no trecho. Equipes coordenadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) correm contra o tempo para concluir até sexta-feira, 13, início do carnaval, a compactação do aterro e a pavimentação da faixa em obras. Caso não haja a liberação, os motoristas que irão seguir para o litoral norte devem usar a rodovia dos Tamoios (SP-99). Somente as vias de acesso às praias devem receber 743 mil veículos no Carnaval, sendo 210 mil na SP-55.

O tráfego será mais intenso entre as 14 e 22 horas de sexta-feira e das 8 às 16 horas de sábado. Na SP-55, entre Bertioga e São Sebastião, trechos de acostamento podem ser liberados para o tráfego. Vias locais lindeiras à rodovia também podem ser usadas no escoamento. No litoral sul, haverá faixa extra para desaceleração no acesso à Praia Grande. Na Tamoios, será aberta faixa suplementar no km 68, início da serra, e entre o km 92,5 e o km 98.

No Sistema Anchieta-Imigrantes, por onde passarão entre 400 mil e 510 mil veículos na descida para o litoral, será iniciada a operação descida, com sete faixas em direção ao litoral e três para a capital, às 10 horas de sexta-feira, podendo vigorar até a meia-noite de sábado. 


No acesso ao interior, os motoristas devem observar a sinalização de obras de terceira faixa entre o km 118 e 124 rodovia Castelo Branco, em Boituva - os trabalhos serão suspensos durante o carnaval. 

A rodovia Presidente Dutra está parcialmente interditada para obras de elevação da pista no km 15 do trecho paulista, entre Queluz e Lavrinhas. O tráfego flui em mão dupla pela pista sentido Rio de Janeiro.

Na Régis Bittencourt (BR-116), acesso ao litoral sul e Curitiba, haverá faixas reversíveis e liberação de acostamentos para dar vazão ao tráfego na Serra do Cafezal, entre o km 342, em Juquitiba, e o km 359, em Miracatu. 

Trânsito. Cerca de 7,5 milhões de veículos vão circular pelas principais rodovias paulistas entre a saída e o retorno do carnaval, segundo a Secretaria de Logística e Transportes e as concessionárias. Apenas pelas vias de acesso ao litoral, irão passar 1,7 milhão de veículos. 

As vias administradas pelo DER, como a SP-55 e a Raposo Tavares, recebem 1,4 milhão de carros. Cerca de 1 milhão usarão o Sistema Anchieta-Imigrantes e 1,2 milhão as vias Ayrton Senna e Carvalho Pinto. Pela Dutra, 310 mil veículos deixam São Paulo em direção ao Rio de Janeiro, a partir de sexta-feira. Para o interior, 990 mil se deslocam pelo sistema Anhanguera-Bandeirantes e 770 mil pelo sistema Castelo-Raposo.


Multa remota. Pelo menos 1,6 mil policiais rodoviários estarão nas principais estradas. O policiamento ganhou o reforço de 144 novos radares fixos instalados no ano passado. Os policiais vão usar o sistema de monitoramento das estradas para multar motoristas à distância. São cerca de 360 câmeras espalhadas pelas rodovias. Os equipamentos permitem visualizar as placas dos veículos. Nas centrais de monitoramento, os rodoviários podem autuar motoristas por fazer ultrapassagem irregular, trafegar pelo acostamento ou dirigir de forma perigosa.

Mais conteúdo sobre:
carnavalSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.