Ação para prender policial termina em tiroteio em SP

Agente fica é baleado, mas não corre risco de morte; três pessoas que o acompanhavam foram presas

Elvis Pereira, do estadao.com.br,

27 de novembro de 2007 | 20h23

Uma ação organizada para prender um policial acusado de extorquir dinheiro de um casal terminou em tiroteio na tarde desta terça-feira, 27, no estacionamento do supermercado CompreBem, na Avenida General Edgar Facó, na Freguesia do Ó, zona norte de São Paulo. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), um ex-policial civil, que estava num Palio e recebera um envelope com R$ 900, reagiu ao receber voz prisão da Corregedoria da PM e saiu do automóvel atirando. Ele foi baleado, mas não corre risco de morte, de acordo com a SSP. A secretaria não soube informar para qual hospital ele foi encaminhado.  Um policial civil e outros dois homens que estavam no carro foram presos. Inicialmente, a Corregedoria da PM havia ido ao local para prender um sargento da corporação. Há dois meses, um casal denunciou que estava sendo extorquido pelo sargento. As vítimas até reconheceram o acusado por meio de fotos. Ao saber que o casal entregaria um dinheiro ao policial no estacionamento, a Corregedoria decidiu montar uma operação para prendê-lo em flagrante.  Nesta tarde, a Corregedoria esperou o dinheiro ser entregue a um homem que estava num Palio e tentou prendê-lo. O homem que recebeu o envelope era na verdade um ex-policial civil que portava uma carteira falsa da mesma corporação. Ele foi baleado ao reagir. O sargento investigado não foi encontrado e deverá ser convocado pela Corregedoria da PM para explicar o seu suposto envolvimento na extorsão.

Tudo o que sabemos sobre:
PrisãoExtorsão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.