Ação é divulgada na web e ganha apoio no exterior

As invasões no centro de São Paulo foram divulgadas hora a hora na internet. E receberam manifestação de solidariedade até de Londres. Na Frente de Luta por Moradia (FLM), jovens das regiões leste, sul e central da capital alimentam site do movimento, Twitter, Flickr (álbum de fotos) e blogs. Ontem, por exemplo, o Twitter da FLM recebia mensagens de dentro dos prédios ocupados. "A gente usa computador ou celular", conta Osmar Silva Borges, um dos coordenadores. "Isso nos faz ser ouvidos no mundo real, rapidamente, São jovens que atuam na questão da inclusão digital e em novas mídias na periferia."

Eduardo Reina, O Estado de S.Paulo

05 de outubro de 2010 | 00h00

Segundo ele, o grupo já recebeu apoio até da Anistia Internacional. "Mas aqui no Brasil ainda há uma certa resistência de setores da sociedade."

PELO TWITTER

3h15

"Famílias sem teto ocuparam 4 prédios abandonados no centro de SP"

14h14

"Problema será denunciado à Anistia Internacional"

14h25

"Cavalaria chegou na Avenida Ipiranga para reprimir os ocupantes de prédio abandonado"

14h43

"Famílias estão com fome e sede. Polícia impede entrada de água e comida"

14h52

"Cavalaria passou, ficou na esquina e foi embora com movimentação da imprensa. Policiais tentam entrar por prédios laterais"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.