Ação de combate ao crack na mira do MP

O Ministério Público vai requisitar à prefeitura do Rio de Janeiro dados oficiais sobre os atendimentos hospitalares e clínicos de emergência ocorridos na madrugada de terça-feira, com o recolhimento de 91 adultos na cracolândia do Complexo da Maré. Desses, 29 foram internados involuntariamente, outros 30 teriam aceitado o tratamento. Os promotores também cobraram a apresentação de Plano Municipal de Enfrentamento ao Crack, "com indicação clara das unidades e serviços de saúde que serão ampliados para o atendimento dos usuários". Ontem, grupo havia voltado a usar crack na Avenida Brasil.

O Estado de S.Paulo

21 de fevereiro de 2013 | 02h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.