Ação apreende 700 caça-níqueis em 8 cidades do interior de SP

Seis pessoas também foram presas na operação feita em conjunto entre polícias Civil e Militar e MP de Sorocaba

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

26 de agosto de 2009 | 18h56

Uma operação conjunta das polícias Civil e Militar resultou na apreensão de 700 máquinas caça-níqueis nesta quarta-feira, 26, em oito cidades da região de Sorocaba. A ação, que teve também a participação do Grupo de Atuação Especial para Prevenção e Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual, resultou na prisão de seis pessoas. Os policiais apreenderam também R$ 43 mil obtidos com a exploração do jogo ilegal.

 

A operação mobilizou 370 policiais para o cumprimento de 44 mandados de busca e 14 mandados de prisão. Seis pessoas foram presas em Sorocaba, entre elas um homem que seria o líder de uma quadrilha que explora o jogo ilegal. As apreensões dos equipamentos ocorreram também em Votorantim, Salto, Itapetininga, Tatuí, Mairinque, São Roque e Itu. Parte das máquinas estava em cassinos clandestinos de Sorocaba, Itu e São Roque, que tiveram as portas arrombadas pelos policiais.

 

A ação dos criminosos vinha sendo investigada havia mais de um ano pelo Gaeco. Foi uma das maiores operações contra o jogo ilegal deste ano. O secretário de Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, viajou de São Paulo a Sorocaba para anunciar os resultados da ação.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.