Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Acadêmicos do Tatuapé estoura tempo em desfile sobre o ouro

A base do desfile da agremiação foi o ouro, um dos metais mais disputados pela humanidade

Fabiana Cambricoli, O Estado de S. Paulo

15 Fevereiro 2015 | 05h44

Pela cronometragem oficial, o desfile da Acadêmicos do Tatuapé durou 66 minutos, um a mais do que o permitido pelo o regulamento, que prevê penalidade de um ponto. “Acaba com as nossas pretensões de ser campeão pela primeira vez e até coloca em risco a nossa permanência”, disse o presidente da escola Eduardo dos Santos.

Houve um princípio de tumulto quando os portões foram parcialmente fechados e componentes chegaram a chorar. “Aos 65 minutos, os portões começaram a ser fechados, mas a nossa dúvida é se todos os componentes já tinham passado. O presidente Serginho (da Liga) vai tirar a dúvida por vídeo amanhã.”

A base do desfile da agremiação foi o ouro, um dos metais mais disputados pela humanidade. O dourado foi a cor mais explorada pela agremiação, que também usou os tons de seu pavilhão: azul e branco. A cantora Leci Brandão conduziu a comissão de frente. “A escola estava maravilhosa, estou me sentindo emocionadíssima. Todos vieram tranquilos e estavam felizes”, disse.

Mas ostentação mesmo foi no segundo carro, que teve como tema a corrida pelo metal na Serra Pelada, um boneco simulava o trabalho de garimpagem e utilizava água de verdade. Segundo o carnavalesco Mauro Xuxa, foram usados entre 100 e 150 litros de água na alegoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.