Abuso em ligações diárias

TELEFÔNICA/VIVO

O Estado de S.Paulo

21 Agosto 2012 | 03h02

Li o relato do leitor sr. Domingos D'Angelo (São Paulo Reclama, ed. de 5/6, pág. C2) sobre ligações constantes da Telefônica/Vivo. Também venho sendo importunada diariamente, a qualquer hora, com essas ligações, desde que a Telefônica era apenas Telefônica. Sempre digo a eles que, se é tão vantajoso para nós, assinantes do Speedy, o pacote anunciado, por que já não é feita a migração automática? Ninguém vai reclamar de ter mais velocidade pagando a metade do preço... A cada ligação, digo que não quero mudar nada, mesmo porque sei, por experiência própria, que a Telefônica não costuma honrar seus compromissos. A empresa deveria mandar mala direta com as cláusulas do contrato; quem tiver interesse entra em contato para solicitar o serviço. E ainda deveria aproveitar essa fusão e começar a oferecer um serviço com mais transparência e melhor organização, porque vejo que não sou só eu que fico irritada com as constantes ligações da empresa, com funcionários tão despreparados repetindo diversas vezes que são "consultores autorizados" e que vão continuar ligando, pois "estão fazendo o trabalho deles." Além do transtorno, como confiar nisso?ERI TANAKA / SÃO PAULO

A Telefônica/Vivo informa que tomou providências para a leitora não receber mais as mensagens.

A leitora comenta: Se realmente foi resolvido, só saberei com o tempo, pois essa mesma promessa já havia sido feita pela Telefônica/Vivo em junho e, no entanto, continuei recebendo as ligações.

AES ELETROPAULO

Descaso no atendimento

Recebi duas contas da AES Eletropaulo, uma de R$ 778,12 (vencimento em 12/7) e outra de R$ 432,72 (vencimento em 24/7). Solicitei a verificação em 20/7 e deram 10 dias úteis para que um técnico viesse avaliar o equipamento. O prazo venceu e ninguém apareceu. Em 3/8 questionei o não comparecimento e foi agendada nova visita para 6/8. Ninguém veio. Meu receio é de que, por incompetência deles, a luz seja cortada.

CLAUDIA BALDO / SÃO PAULO

A AES Eletropaulo informa que revisou as faturas, verificou o medidor da residência e constatou que a leitura condiz com o consumo real da cliente. Orienta a leitora a contatar um eletricista particular para verificar se há fuga de corrente elétrica nas instalações internas da casa, que não são de responsabilidade da distribuidora.

A leitora comenta: Os técnicos da concessionária que vieram deixaram um fio mal colocado. A geladeira e a luz dos quartos pararam de funcionar e tive de chamar meu eletricista.

C.E.E. MANÉ GARRINCHA

Fim de atividades

Liguei na Ouvidoria-Geral da Cidade de São Paulo e não há atividade para crianças menores de 7 anos no C.E.E. Mané Garrincha. A única professora que aceitou minha filha (ginástica rítmica), por caridade, se aposentou e não há previsão de substituição. A professora pretende continuar dando aula como voluntária, mas parece que o clube está dificultando a liberação de uma sala para as meninas treinarem.

CRISTINA S. GIRAUD / SÃO PAULO

A Ouvidoria-Geral da Cidade de São Paulo diz que entrou em

contato com a Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação (C.E.E. Mané Garrincha)

solicitando a criação de atividades para menores de 7 anos. Diz que enviou ofício à secretaria com a queixa da leitora sobre as aulas de ginástica rítmica.

A leitora diz: As meninas terão aula, mas com redução de dias e carga horária. Até o fim do ano as atividades de ginástica continuarão, mas a partir de 2013 não haverá mais aula. Que descaso!

PARAÍSO

Poda de árvore não foi feita

Já reclamei na Prefeitura sobre uma árvore na Rua Coronel Oscar Porto, no Paraíso, mas não obtive retorno. Esta árvore cresceu demais e está doente. Por ser de grande porte, sua queda significa prejuízos materiais e risco para as pessoas.

ANTONIO PACHECO / SÃO PAULO

A AES Eletropaulo informa que recebeu ofício da Subprefeitura Vila Mariana para apoio na poda nos galhos da citada árvore que interferem na rede elétrica. O serviço estava agendado para 15/8.

O leitor relata: No dia prometido, ninguém apareceu. Consultei o SAC da Prefeitura e consta que o serviço foi concluído. Não é estranho?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.