ABC Táxi Aéreo orienta funcionários a não dar declarações

Aérea ratifica que a aeronave executou a inspeção anual de manutenção em oficina credenciada à Anac

06 de novembro de 2007 | 18h26

Os funcionários da ABC Táxi Aéreo, dona do avião acidentado no último domingo, na zona norte de são Paulo, foram orientados a não dar declarações sobre o acidente com o jato Learjet, segundo reportagem do Jornal Hoje, da TV Globo.   Veja também: Militares suspeitam de pane em turbina do jato  Garota conta como sobreviveu ao acidente Vídeo do local do acidente  Vídeo das casas atingidas pelo jato  Vídeo do resgate no local do acidente  Veja como foi o acidente com o Learjet 35  Galeria de fotos  Todas as notícias sobre o acidente    Neste comunicado, a companhia aérea ratifica que a aeronave executou a inspeção anual de manutenção pela oficina que é credenciada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A Anac confirma que no dia 24 de outubro recebeu a notificação da manutenção no Learjet e que o pedido foi feito pela ABC Táxi Aéreo. As informações da empresa poderiam ajudar a esclarecer o acidente.   A posição das alavancas de aceleração do avião encontradas entre os destroços sugere que o motor direito não funcionou como deveria, o que poderia explicar a trajetória do avião. Em vez de fazer uma curva para a esquerda, como era esperado, o jato virou para a direita caindo e matando oito pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
Learjet 35

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.