A volta dos que não foram!

Já está tudo pronto para o clássico de amanhã no STF. Se um novo empate for inevitável no julgamento do mérito da aplicação imediata - ou não! - da Lei da Ficha Limpa, restará ainda a expectativa da volta dos memoráveis embates entre os ministros Joaquim Barbosa e Gilmar Mendes. Nos bons e velhos tempos da dupla, sessão do Supremo dava mais audiência que o Pânico na TV. Lembra daquele famoso bate-boca de abril de 2009? "Vossa excelência quando se dirige a mim não está falando com os seus capangas", era daí pra baixo.

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2010 | 00h00

Não é possível que a apreciação do recurso de Jader Barbalho vá repetir aquele 5 x 5 tedioso da apelação de Joaquim Roriz, às vésperas do primeiro turno das eleições. Dessa vez, o processo tem relatoria de Joaquim Barbosa, declaradamente a favor do "ficha limpa já". Como também não é de hoje que Gilmar Mendes é contra tal imediatismo, o bicho tem tudo pra pegar entre eles de novo, sem prejuízo para a imagem do STF.

A opinião pública - ô, raça! - não se choca mais com nada. Só não está preparada para a derrota do único avanço importante num ano eleitoral sofrível. Se os ministros barrarem os fichas-sujas agora, tudo mais, como se diz, "tá limpo!" Podem brigar à vontade!

Crise capilar

Miriam Leitão tem toda razão: o cabelo do Wim Wenders (foto), como se pôde observar na passagem do cineasta por São Paulo na semana passada, é muito mais problemático que o da comentarista de economia do telejornal Bom Dia Brasil (TV Globo). Os críticos, no entanto, só observam o penteado dela. Repara só!

Ô, raça!

A OAB comprou a briga da defesa do Tiririca depois que o promotor eleitoral do caso generalizou a classe ao dizer que "advogado é sórdido". Essa gente é muito sensível, né?

Não passarão!

O comando da campanha José Serra está tentando demover Índio da Costa, candidato a vice na chapa, da ideia maluca de montar barricadas na saída das principais cidades brasileiras para evitar que a classe média viaje para o feriadão antes de votar.

Unanimidade

O mais decepcionante em Tropa de Elite 2 é que você sai do cinema dizendo exatamente as mesmas coisas que todo mundo já havia dito sobre o filme: que "ele é melhor que o primeiro", que "aprofunda e politiza o debate sobre a violência", que "faz pensar"... De vez em quando, alguém critica a dicção de Wagner Moura como narrador da história, mas ninguém dá ouvidos a isso.

Preto absoluto

Edison Lobão já está em campanha para a presidência do Senado! Promete, se eleito for, quebrar o sigilo da fórmula de sua tintura de cabelo.

Nem doeu!

Rubinho Barrichello está todo prosa! Michael Schumacher botou uma tachinha no cockpit do piloto brasileiro, mas depois pediu desculpas. Ou seja, o "Alemão" afinou!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.