A redenção dos cabeludos

Ok, foram lindos os shows no Morumbi, Paul McCartney é mesmo, além de tudo, uma simpatia, mas que geração é essa que vai a concerto de música com pai, mãe, tios, avós...? Eu acho fantástico, mas o rock deve estar de novo se perguntando onde foi que errou. Não era essa a proposta! Se há 50 anos dissessem a Paul que ele acabaria sendo o queridinho de toda família globalizada, o ex-beatle quebraria seu baixo elétrico na cabeça do dono da bola de cristal.

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

23 de novembro de 2010 | 00h00

Quando só os garotos amavam os Beatles e os Rolling Stones, eles eram, com muito orgulho, o terror dos pais. O fim do mundo era cabeludo, não no sentido figurado de hoje em dia. Mas, de lá pra cá, tantas foram as ameaças muito mais assustadoras ao planeta, que o ser humano passou a sentir saudades do tempo em que o inimigo tocava na vitrola sem parar.

No Rio está acontecendo fenômeno parecido com o musical Hair, em cartaz no Teatro Casa Grande. Um terço da plateia no último fim de semana tinha cara de quem passou uma parte da vida achando que os hippies eram o princípio da perdição da humanidade. Tem velhinho agora pagando ingresso só pela sensação gostosa de ter vencido esse medo bobo dos cabeludos de antigamente.

Toca o telefone...

"Se for o Silvio, diz que eu não estou!"

GUGU LIBERATO

Uso recreativo

O papa Bento XVI admitiu, enfim, que o uso de camisinhas é justificado "em alguns casos". Por exemplo: que mal há em soprá-las ao vento em estádios de futebol?

Virada esportiva

Gilberto Kassab quase foi atingido por um saco de gelo arremessado por um ambulante em fúria no Vale do Anhangabaú. Se é o Serra, desmaia na hora!

Eu, hein!

É impressionante como a ONU não dá uma dentro nem quando quer elogiar. Agora mesmo, o Vaticano mandou perguntar que diabos a organização está comemorando no discurso do papa sobre camisinha: "Nada mudou na posição da Igreja", diz o porta-voz de Bento XVI. É o tipo de mal-entendido que é melhor nem esclarecer. Deixa pra lá, vai!

Carga pesada

Desta vez, Ronaldo Fenômeno desabou sozinho em campo. Também, pudera! Pensa que é mole carregar o Corinthians nas costas, é? Nem a barriga lhe pesa tanto!

Outra coisa

Encerrada a ocupação da reitoria da PUC-SP, ficou um cheirinho ótimo no ambiente onde os estudantes passaram dois dias em vigília. O pessoal da USP devia se informar pra saber que desodorante usam as universitárias católicas.

País dos concursos

Estão abertas as inscrições para 22 mil cargos públicos disputados em 75 concursos em todo o País. Isso quer dizer o seguinte: vem lambança nova por aí. Repara só!

Haiti-Camboja

A turnê mundial do fim do mundo fez ontem uma escala inesperada no Camboja. O Haiti reza para que ela não volte tão cedo praquelas bandas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.