''A pior cena que já vi. Deixei na mão de Deus''

ENTREVISTA

, O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2011 | 00h00

Júlio César Gomes, de 32 anos, prestador de serviços

Como foi a invasão?

Eu estava saindo da loja quando ele (comerciante) chegou, muito transtornado. Nunca vi uma pessoa tão transtornada na minha vida. Ele foi cortado da carteira de clientes daqui (o que a grife nega oficialmente). Mora em Poços de Caldas, eu até o reconheci quando chegou, já vi a mulher dele aqui comprando umas vezes. No começo do ano, ele veio na loja, bateu nos seguranças e disse que ia se vingar, mas já faz tempo, nem dava para imaginar isso.

Você foi ameaçado?

Eu fiquei com a arma a 5 centímetros do meu rosto. Uma das armas dele era cromada. Foi a pior cena que já vi. Deixei na mão de Deus.

O que ele dizia?

Que veio se vingar. Entrou e disse: "Lembram de mim? Vim me vingar". Depois, ele me jogou para fora da loja. Passou uns minutos e ouvi tiros. Disse que não era nada comigo. Aqui na rua todo mundo se escondeu e fechou as lojas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.