A pegada do tênis dos dedinhos

Macio, leve e confortável, calçado ganha modelos assinados por diferentes marcas, apropriados para várias modalidades

VALÉRIA FRANÇA, O Estado de S.Paulo

02 de junho de 2012 | 03h05

Ele parece uma luva para os pés. É maleável, leve e tem borracha resistente e antiderrapante. O tênis dos dedinhos, como ficou conhecido, virou acessório comum entre modernos e quem pratica esportes radicais. Agora, começa a se popularizar. Já ganhou os iogues, corredores e dá os primeiros passos no mundo fitness.

A academia Competition, por exemplo, oferece desde o mês passado aulas formuladas especialmente para esse tipo de calçado. Quase todas as marcas de esporte também estão investindo em tênis que deixem os pés livres para fazer os mesmos movimentos que fariam se estivessem sem calçado.

Os modelos chegaram às lojas adaptados às modalidades para as quais foram desenvolvidos. Alguns saem de fábrica mais resistentes e com leve amortecimento - caso dos modelos para corredores -, ou mais maleáveis - para atividades indoor, como pilates ou ioga. Todos, porém, são fabricados com tecidos macios, do tipo segunda pele, e estrutura que deixa o pé próximo ao chão.

A Vibram tem 30 modelos do Five Fingers, entre eles o Treaksport, adequado até para andar dentro de cachoeira. Custa US$ 100 no site da marca. Na Bayard Esportes, há alguns modelos do Five Fingers como o Classic, indicado para ioga. Sai por R$ 299,90. "O fato de manter os dedos separados diminuiu o atrito e evita bolhas", diz Rogério Teixeira da Silva, de 43 anos, ortopedista especializado em Medicina e Traumatologia Desportiva.

A Adidas está apostando no adiPure Trainer, feito especialmente para academia. "É um tênis que dá mais equilíbrio e força aos saltos", explica Mauro Yamasaki, de 40 anos, que usa o tênis para dar aula de Performance Training na Competition da Rua Oscar Freire.

Tradicional. A Nike usou o conceito da luva para os pés, que ficou conhecido como minimalista, mas optou por um desenho mais comercial - sem os dedinhos separados. Neste ano, lançou três modelos: o Free 3.0 e o Free 4.0 (R$ 329,90) são os mais flexíveis. Já o Nike Free Run (R$ 299,90) tem solado de carbono para absorver impacto e entressola de espuma.

A New Balance lançou o Minimus para situações diferentes. No asfalto, o ideal é o Road (R$ 399), com dez milímetros de amortecimento; em terrenos irregulares, o Trail (R$ 399); na recuperação pós corrida, o Life (R$ 349); na academia, o Cross Training (R$ 349). A marca diz que seus tênis são 50% mais leves que os concorrentes. "Só não acho que seja um tênis ideal para corrida", diz o ortopedista Silva. "Quem ainda não está muito bem preparado fisicamente tem risco de lesão."

ONDE: BAYARD: BAYARDESPORTES.COM.BR; VIBRAM: WWW.VIBRAMFIVEFINGERS.COM; NIKE: TEL.: (11) 5504-6644 OU 0800-7036453 (OUTRAS LOCALIDADES) OU WWW.NIKEVOCE.COM.BR; ADIDAS: TEL.: 2161-2961 (SÃO PAULO E REGIÃO METROPOLITANA) OU 0800-556277 (DEMAIS REGIÕES); NEW BALANCE: WWW.NEWBALANCE.COM.BR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.