A mulher reconstruída

Digam o que disserem sobre Geisy Arruda pelada nas páginas da edição de novembro da Sexy, cá pra nós, até que sem aquele vestidinho rosa-shocking ela não é de se botar pra fora da universidade.

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

30 Outubro 2010 | 00h00

Nada garante, entretanto, que, dispensando a saia justa, toda gorducha suburbana vá renascer, de uma hora para outra, mulherão de banca de revista. Junto com a roupa, Geisy tirou, em 10 horas de cirurgia, 5 quilos de gordura dos joelhos, coxas, bumbum, abdômen, costas e braços. Botou 435 ml de silicone em cada seio, fez bronzeamento artificial, clareou os dentes, refez o nariz, redefiniu a boca, alongou os cabelos, caprichou na drenagem linfática, suportou estímulos elétricos e o escambau.

Para virar praticamente outra pessoa - claro que o Photoshop também ajudou -, ela teria gastado R$ 16 mil, fora as permutas, no tratamento de beleza. Não é justo, pois, que, ao final de tanto sofrimento, venha um gaiato qualquer dizer que ela melhorou o visual porque tirou aquela roupinha cafona ridícula que a celebrizou no papel de Geni. É muito preconceito, né não? Só porque a menina é loura, caramba?!

Moda Chile

O novo par de óculos escuros que Felipão estreou nesta semana no Parque Antártica não deixa sombra de dúvida: o técnico do Palmeiras está saindo do buraco. Jornalistas que fazem a cobertura do clube temem qual será, amanhã, sua reação à claridade.

Pechincha

A Playboy americana ofereceu US$ 75 mil para a ex-namorada de Mel Gibson tirar a roupa em suas páginas. Para alguém que coprotagoniza com o ator um megaescândalo de sexo, violência e racismo na vida real, francamente, como diz a propaganda, "tá barato pra caramba"!

Mal comparando

Maradona garante: Kirchner foi melhor que Pelé! "Talvez no mesmo nível de Che Guevara!" Ou seja, concedeu ao ex-presidente honrarias de 2.º melhor do mundo, ainda que dividindo o posto com outro célebre revolucionário argentino. Pelé, na conta de El Diez, continua em quarto lugar!

Rasga coração

Lula praticamente emendou sua festa de aniversário em Brasília com o velório de Néstor Kirchner em Buenos Aires e, entre uma coisa e outra, inaugurou um navio-plataforma na Bacia de Tupi. Por muito menos, o falecido empacotou!

Parada estranha

Neymar devia parar com esse negócio de ficar dizendo por aí que está com "saudade da paradinha". Vão acabar achando que ele está a fim de outra coisa.

De novo?

Tem uma turma próxima a Dilma Rousseff que morre de vergonha quando ela compara o pré-sal a um bilhete premiado. Acontece com frequência!

Amassos

Observando melhor no debate de ontem, o Serra está, de fato, com alguns amassados na capota. Repara só!

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.