A mulher, ex-miss, ainda cumpre pena na capital paulista

Abadía veio para o País com a mulher, Yessica Roja, ex-miss Colômbia. Ela permanece no Brasil. Cumpre pena de 11 anos e entrou, no ano passado, no regime semiaberto. Vive escondida e divide seu tempo entre um quarto e sala na capital e o Presídio Feminino. Yessica estaria em depressão e com síndrome do pânico. A sentença aplicada à jovem é considerada dura por alguns advogados. Ela recorreu e aguarda decisão da Justiça.

O Estado de S.Paulo

04 Março 2012 | 03h03

O mesmo vale para Abadía. A defesa quer a revisão da pena aplicada pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região. O traficante foi condenado por lavagem de dinheiro, falsificação de documentos, formação de quadrilha e corrupção. Seu pedido tramita há quase quatro anos e será julgado terça. Diante da demora, a defesa chegou até a protocolar um pedido de "celeridade". /A.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.